Shang-Chi é o filho de 19 anos de Fu Manchu. Ele é uma arma viva, criado e treinado nas artes marciais em seu retiro de Honan.

Fu Manchu fala com seu filho quando ele está prestes a embarcar em sua primeira missão. Sua missão é matar Dr. Petrie, o pior homem vivo.

Fu Manchu diz a seu filho que este homem está prestes a morrer de velhice e causas naturais e que isso não pode ser permitido, pois a paz deve ser negada a ele. Com lealdade inabalável, Shang-Chi viaja para Mayfair, Londres.

Assim que entra na mansão de Londres do Dr. Petrie, ele começa a questionar sua primeira missão e seu papel como um assassino. Sabendo muito bem que matar esse homem é uma ação abominável e isso vai contra tudo o que ele aprendeu. Apesar disso, Shang-Chi acredita que seu pai é um homem honrado e que o curso desta ação deve estar correto. Shang-Chi se aproxima do leito e encontra um Dr. Petrie adormecido. De repente, o olho do velho homem se abre. A reação instintiva de Shang-Chi é rápida e ele aplica um golpe mortal. Após este ato ele sente raiva de si mesmo. Shang-Chi se aproxima da janela para sair enquanto sua mente continua a se enfurecer com a introspecção e não percebe a porta abrir e uma cadeira de rodas entrar.

 “Pare onde está chinês!” – grita Sir Denis Nayland Smith enquanto segura uma arma. Shang-Chi pergunta a Smith “Por que lamenta por esse homem? Ele era um inimigo da paz, o mais maligno entre os homens”. É então que Nayland Smith tenta explicar que isso não é verdade, que o Dr. Petrie era um combativo agente contra o mal e em seguida mostra suas pernas terrivelmente marcadas por tortura e diz que na verdade foi o Fu Manchu que causou todo esse mal. Irritado e descrente, Shang-Chi procura sua mãe, que mora na cidade de Nova York, para confirmar essas alegações.

Após a sua chegada, ela pode ver em seu rosto que ele agora duvida do seu pai. Ela confirma a versão de Sir Denis Nayland Smith. Depois disso, Shang-Chi entra na sede do seu pai, na New York International. O interior do prédio se assemelha a uma antiga fortaleza chinesa.

De repente, quatro homens o atacam. Shang-Chi consegue derrotá-los muito rapidamente, com exceção de um. Shang-Chi identifica-se como o filho de Fu Manchu para o guerreiro que permanece de pé, Tak, um leal servo lutador de sumô de Fu Manchu. Shang-Chi luta com Tak e o derrota (Esta parte da história é apresentada no início da revista).

Quando Shang encontra o laboratório de seu pai, ele tem um vislumbre das estranhas experiências de seu pai. Ao tentar encontrar seu pai neste labirinto, percebe que está sendo seguido. Ele então é atacado por seu atacante, um gorila enfurecido. Shang-Chi quase não sobrevive ao seu encontro com a fera, mas o vence atacando com fogo.

Lá no final das batalhas, Fu Manchu se aproxima de seu filho e fala “Que não haja violência entre dois membros da dinastia Manchu”. A discussão que se segue é entre pai e filho. Apesar da explicação de seu pai, Shang-Chi acredita que ele seja louco.

A rejeição de Shang-Chi ao seu pai os deixa como inimigos implacáveis. Para Fu Manchu é uma decisão que não pode ser alterada. E ordena a seu filho que “deixe este lar em respeito a paz e saiba que todo mal que eu comandar a partir de hoje será direcionado para o seu destino”.

Personagens: Shang Chi – Mestre do Kung FuFu ManchuSir Nayland-Smith,Dr. PetrieTakTony McKay
Argumento: Jim StarlinSteve Englehart – ‘John Harkness’
Roteiro: Steve Englehart – ‘John Harkness’
Desenho: Jim Starlin
Arte-Final: Allen “Al” Milgrom
Editor original: Roy Thomas
Publicada originalmente em Special Marvel Edition (1971) n° 15/1973 – Marvel Comics

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of